quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Arroz de feijão com salpicão - Castro d'Aire


Depois de um retiro gastronómico e espiritual com uma querida amiga, publico esta receita que adorei comer em Castro d'Aire.
Temos momentos na nossa vida que precisamos de interiorizar e conviver com os amigos, o que por vezes é-nos tão complicado fazer...
Com 3 filhos e mãe a tempo inteiro, imaginem o quão isso me parece ilógico.
Mas precisei (ou preciso) de espaço para mim.
Nesta saga até no ginásio me inscrevi... e digo-vos, bem dita a hora!
Ligo pouco à estética, talvez porque como dizem os amigos - "Graças a Deus, não precisas!" - mas não é bem assim, preciso... para a minha fisíca mental, a minha sanidade.
Ainda hoje e porque o tempo o permitiu fiquei no ginásio desde as 8:30 às 13h... parece de loucos. Fiz 4 km de passadeira, depois exercitei os músculos dos braços e pernas e de seguida fiz uma aula de ginástica. Voltei para os aparelhos e fiz 10 km de bicicleta. E rematei com ioga.
Agora confesso o inacreditável... almocei uma alheira enorme com arroz e um copo de vinho...
Pois...
Tinha que compensar... gastei demasiadas energias, percebem?!?...
Bem voltando um pouco atrás... neste retiro, comi tantas iguarias e vinhos fantásticos, conheci gente incrível, vivi momentos inesquecíveis.
Esta receita que Vos trago, foi uma dessas magníficas refeições.
Ora vamos lá:
1 cebola
arroz
azeite q.b.
1 lata de feijão vermelho
1 folha de louro
4 dentes de alho
4 tomates maduros
3 piri-piris
coentros q.b.
1 ou 2 salpicões

Numa panela coloque o azeite, a cebola e deixe refogar por uns instantes. Adicione os tomates lavados e cortados em bocados, acrescente os dentes de alho e fica mais um pouco ao lume.
Adicione o arroz e tempere com sal, os piri-piris (estes vieram de Angola)  e a folha de louro, deixe refogar.
Acrescente o feijão e a água para cozinhar o arroz (convêm por o dobro da quantidade do arroz).
Quando o arroz estiver a meio da cozedura aproximadamente, polvilhe os coentros picados e mexa. De seguida sobreponha sobre o arroz o salpicão cortado em fatias, deixe cozinhar até o arroz estar no ponto.
Desligue e mantenha a panela fechada.
Leve para a mesa e só a abra no momento de servir.
Acompanhe com um vinho tinto do Douro (há tantos fantásticos).
Delicie-se!