sábado, 15 de janeiro de 2011

Caldeirada de Pata Roxa

Peço desculpa pela ausência, tenho andado pouco inspirada... mas "I´m back!".
Ontem fiz uma caldeirada que modéstia à parte, ficou demais, "brutal"!
Cota mas muito "à frente", isto é o que dá ter 3 filhos, que me ajudam a fazer estes "updates" de vocabulário.
Aqui vai a minha receita e aproveitem este fim de semana para a fazer.
A Pata Roxa comprei no mercado mas ainda ontem vi à venda no Jumbo. Peçam os fígados (esta receita vai ser dois em um assim penitencio-me pela falta de inspiração das últimas semanas - o fígado é para fazer uma entrada género patê) e que cortem este pequeno tubarão (sim, a Pata Roxa é um tubarão) em 3 ou 4 partes.

Para 6 pessoas
1,300 k de Pata Roxa
1,300 k de batata
1 cebola grande
5/6 tomates maduros e grandes
1 folha de louro
2 piri-piris
2 de copos de vinho branco
salsa q.b.

Numa panela grande coloque azeite, a cebola cortada às rodelas, o tomate e os piri-piris. Deixe refogar até a cebola ficar transparente.
Acrescente as batatas cortadas às rodelas, um copo de vinho branco e sal. Se precisar adicione um pouco de água. Quando as batatas estiverem quase cozidas, acrescente a Pata Roxa e mais um copo de vinho branco e ainda a salsa picada finamente. Depois de ferver devem bastar 5 minutos (repare se a Pata Roxa se começa a soltar da cartilagem).
Sirva acrescentando mais um pouco de salsa picada.
Acompanhe com vinho branco.

Agora vem a penitência...
Com os fígados da Pata Roxa, pode fazer uma entrada divinal e muito simples. (sugestão dada por uma peixeira em Lagos há alguns anos atrás). O sabor é forte. Eu e os miúdos adoramos!

5 fígados de Pata Roxa
4 dentes de alho
azeite
um pouco de vinho branco

Numa panela coloque o azeite e o alho picado finamente. Acrescente os fígados, sal e o vinho branco, deixe cozinhar até estes se desfazerem. (é muito rápido)
Sirva com um pão caseiro.
E agora estou desculpada?

2 comentários:

  1. Boa tarde,quero agradecer o fornecimento destas receitas,embora simples, absolutamente maravilhosas e intemporais.
    Só tenho pena que portugal aprecie cada vez menos a sua vasta e excelente cultura gastronómica.
    Continue assim e ajude a alastrar o sabor Português pelo mundo.

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde,
    Obrigada pelo amável comentário.
    Hoje coloquei mais 3 novas receitas, uma delas o famoso bolo de bolacha, também ele já intemporal. E ainda mais duas, uma com farinheira e outra com alheira, experimente.

    ResponderEliminar