terça-feira, 30 de novembro de 2010

Sopa de abóbora e cenoura com agrião




1 batata doce grande
1 courgete grande
6 cenouras
abóbora usei bastante
1 cebola
2 dentes de alho
1 molho de agrião





Começo por colocar um pouco de azeite numa panela de pressão, de seguida a cebola, o alho e deixo refogar um pouco, só alourar.
Acrescento todos os outros legumes um pouco de sal e a água, fecho a panela de pressão. Quando ferver, bastam 20 minutos e está feita.
À parte retiro todas as folhas do agrião e dou-lhes um escaldão - reservo.
Quando os legumes estiverem cozidos, abro a panela e com a varinha mágica transformo tudo em puré. Acrescento os agriões e está feita.
O Ti adora sopa.
E que bem que sabe com este tempo de frio e chuva!

A abóbora que chegou cá a casa era esta:

ENORME!








As courgetes da quinta dos tios To e Vi são estas:




Como se costuma dizer, parecem do Entroncamento.
E estas já são as mais pequenas - as outras já foram utilizadas em inúmeras refeições.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Raia frita com arroz de tomate e coentros
















Postas de Raia
farinha q.b
1 laranja
pimenta preta

2 copos de arroz
3 tomates
1 cebola
1 mão cheia de coentros

Tempere as postas de raia com sal grosso, pimenta preta, sumo e raspa de uma laranja, reserve por algum tempo.
Passe as postas de raia por farinha e frite. Na hora de servir regue com sumo de limão ou laranja.

Num tacho coloque azeite a cebola e o tomate cortados finamente. Deixe fritar um pouco e acrescente 2 copos de arroz, frite por mais uns instantes e adicione 4 copos e meio de água. Tempere com sal, deixe cozinhar e faça um arroz maladrinho.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Mimos com couscous de hortelã




1 k de mimos de porco
1 cebola
4 dentes de alho
pimenta preta e sal q.b.
2 píri-píris
1 folha de louro
1 cálice de vinho tinto
300 gr de couscous
uma mão cheia de hortelã



Mais uma vez na panela de pressão coloco um pouco de azeite, a cebola cortada às rodelas, os dentes de alho, a carne de porco, o louro, o sal e a pimenta preta moída no momento, ainda acrescento os píri-piris e vinho tinto. Fecho a panela e depois de apitar deixei 20 minutos.
Numa tigela grande coloco os couscous, azeite cerca de 2 colheres de sopa, sal e pimenta preta.
Pico a hortelã e acrescento aos couscous.
Fervi água e deitei por cima dos couscous até estes ficarem cobertos, tenham atenção que têm que ficar com mais dois dedos de água, pois os couscous vão inchar.  Mexa e deixe repousar uns intantes e está pronto a servir.
Acompanhe com uma salada de tomate.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Aproveitamento de flores

Deram-me um ramo de gerberas lindas.
Enfeitaram a minha casa durante alguns dias.
Quando começaram a tombar, tive pena e pensei de imediato em aproveitá-las e éis que surge esta ideia.
Numa taça coloquei água, cortei os pés das gerberas e coloquei-as na água. Por fim adicionei umas velas com cheiro de baunilha.
A mesa ficou linda... e que bem que cheirava.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Ervilhas com ovos escalfados

P/ 4 pessoas
4 ovos
1 k de ervilhas
2 chouriços pequenos
100 gr de presunto
3 cenouras grandes
2 colheres de sopa de açúcar 
sal q.b
1 cebola
4 dentes de alho

Numa panela coloque azeite, a cebola e os dentes de alho. Deixe alourar e acrescente o chouriço, o presunto e a cenoura cortados.
De seguida acrescente água, ervilhas e o açúcar. Feche a panela e deixe cozer. Utilizei a panela de pressão, depois de apitar ficou cerca de 15 m.
Por fim deite os ovos sobre as ervilhas e deixe mais um pouco ao lume até estes ficarem com a clara cozida e a gema liquída.
Servi com o meu pão de cereais.
Um prato que aquece os dias mais cinzentos.

domingo, 21 de novembro de 2010

Pasta de camarão com espinafres e natas




P/ 4 pessoas
500 gr de miolo de camarão congelado
300 gr de espinafres picados congelados
5/6 dentes de alho
2 píri-píris
1 pacote de natas
meio copo de leite
500 gr de esparguete



Coza o esparguete "al dente".
Numa frigideira coloque o azeite e o alho, deixe fritar um pouco e adicione o camarão e os píri-piris.
De seguida acrescente os espinafres.
Tempere com o sal.
E por último adicione as natas, o leite e retifique os temperos.
Coloque o esparguete no prato e por cima o preparado, pode acrescentar queijo ralado e um pouco de pimenta preta na hora de servir.

Vinhos e refeições

Esta imagem encontrei enquanto pesquisava os vários blogs que encontro, achei adorável. (já não sei qual foi o blog - mas tinha guardado esta imagem - desde já peço desculpa)
Eu sei que estou aqui a falar de vinho, mas mesmo assim acho que vem a propósito e em vez de colocar garrafas ou copos de vinho,  deixo-vos animados com estes versos...













Os vinhos acompanham as nossas refeições e convívios.
Eles dão a entrada, mantêm-se e finalizam as refeições, desde as mais simples às mais elaboradas e requintadas.
Pessoalmente gosto muito do vinho tinto, embora de Verão, o branco fresquinho, saiba tão bem.
Ou um rosé ou quiçá um espumante e porque não um champangne...
Podemos começar uma refeição oferecendo de entrada vinho branco fresquinho acompanhado de uma tábua de queijos ou qualquer outra especialidade nossa. (veja a minha receita de camembert dada pela Xana)
Se a refeição for peixe podemos continuar no vinho branco, mas se for carne passamos para o vinho tinto.
No final com as sobremesas, podemos oferecer um vinho do porto ou um abafado (entre outras bebidas espirituosas, claro por exemplo wisky, conhaque, aguardentes, etc)
A bebida quando tomada com moderação até tem os seus benefícios.
Já agora apure todos os seus sentidos e envolva toda a refeição com um bom jazz, tocado ao fundo a um som moderado (que não atrapalhe as conversas e obrigue todos a levantar a voz).
Com todo este bom ambiente e com uma ementa confeccionada por si - tudo correrá às mil maravilhas e proporcionará a todos uns momentos agradáveis.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Corvina no forno com batata assada e salada com tomate alface e gengibre


 
 
 
 
 

1 corvina
1 cebola
6/7 batatas
folhas de alface
4/5 tomates
coentros
gengibre
vinagre bálsamico

Regue com azeite um pirex rectangular e faça uma cama com a cebola às rodelas - deite a corvina por cima, tempere com sal pimenta preta moída no momento e acrescente um pouco de água (também pode ser um pouco de vinho branco).
Leve ao forno pré-aquecido a 200º cerca de 20 minutos.
Numa panela de pressão coloque o azeite e as batatas (bem lavadas), tempere com sal (pode acrescentar ervas aromáticas, por exemplo rosmaninho, alecrim, oregãos, tomilho, etc.) e acrescente um pouco de água, feche a panela. Depois de apitar deixe ficar mais 15 minutos.
Faça uma salada com a alface, o tomate, os coentros e o gengibre picados. Regue com um pouco de vinagre bálsamico, tempere com sal e pimenta.
As saladas e as sopas são fundamentais numa alimentação equilibrada. São uma maneira fácil de introduzir os legumes e frutas variadas. Dê-lhes um toque pessoal, seja criativo/a, misture alimentos, não tenha medo de se aventurar...

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Caldeirada de Raia





Postas de Raia (usei cerca de 2 k)
6/7 batatas grandes
8/9 tomates maduros
1 cebola grande (as do Tio T. são enormes)
2 folhas de louro
2 píri-píris
1 cálice de vinho branco
salsa (uma mão cheia)


Numa panela grande comece por deitar azeite, a cebola às rodelas, o tomate (pelado) e as batatas, tempere com sal, os pírí-píris e o louro. Deixe cozinhar um pouco (até as batatas estarem quase cozidas).
Acrescente a raia e o vinho branco e deixe mais uns 5 minutos. Rectifique os temperos.
Sirva com uma salada e vinho branco fresquinho.
A sobremesa foi uma surpresa. Os miúdos adoraram. Physalis, banana e maçã com chocolate.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Physalis com chocolate





Physalis (usei cerca de 15)
Chocolate preto meia tablete
2 colheres de sopa de conhaque
1 colher de sopa de leite
1 colher de sopa de manteiga sem sal





Coloque em banho maria o chocolate e a manteiga, acrescente o conhaque e o leite, deixe derreter.
Pegue nas physalis e abra-as, enrole a casca para cima. Pegue pela casca e mergulhe as physalis no chocolate, antes de as colocar no prato deixe arrefecer por uns instantes - caso contrário ficam a coladas ao prato.

O restante chocolate usei em pequenas espetadas de banana e maçã.
Fez um sucesso cá em casa.


É uma sobremesa fácil de fazer, contudo parece sofisticada - fará um "brilharete" numa refeição.

Divirtam-se!

Lasanha à Bolonhesa




Folhas de massa de lasanha q.b.
600 gr de carne de vaca picada
1 cálice de vinho branco
6 dentes de alho
polpa de tomate
píri-píri moído
alho moído

molho béchamel:
manteiga
farinha
leite
sumo de limão
noz moscada ralada

Cobertura:
2 Mozarella
nozes de mateiga sem sal

Escalde as folhas de massa de lasanha (as necessárias para o pirex que vai usar).
Num wook coloque azeite o alho picado, a carne picada e o vinho branco, deixe cozinhar.
Tempere com sal, píri-píri e alho moído.
Acrescente a polpa de tomate e deixe no lume mais uns minutos.
À parte faça o molho béchamel - num tacho coloque a manteiga, um pouco de farinha e leite, tempere com sal, pimenta preta moída no momento e noz moscada ralada, acrescente o sumo de limão. Mexa constatemente e acrescente a farinha e o leite necessários à dose e consistência pretendidas.
Num pirex rectangular começe por colocar azeite e uma camada do preparado da carne, coloque as folhas da massa de lasanha o molho béchamel, as folhas novamente, a carne e assim sucessivamente até terminar os ingredientes.
Por fim distribua a mozzarella e umas nozes de manteiga sobre a lasanha. Leve ao forno pré-aquecido a 200º cerca de 10 minutos.
Este é um dos pratos preferidos do Ti. E desta vez saíu ainda melhor. Tem dias!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Bacalhau cozido com grão e batata assada


 


 




Para 4 pessoas

4/5 postas de bacalhau
500 gr de grão
5/6 batatas
uma mão cheia de salsa
4 dentes de alho
1 cebola
Azeite aromatizado

Deixei de molho o bacalhau durante 2 dias.
O grão ficou 1 dia.
Cozi o bacalhau e adicionei à água um pouco de sal.
À parte cozi o grão.
Piquei a salsa, a cebola e o alho.
Usei a panela de pressão para assar as batatas - coloquei um pouco de azeite as batatas, temperei e depois de apitar ficou mais 15 minutos.
Servi polvilhando o grão com a salsa, a cebola e o alho picados, reguei com os meus azeites aromatizados - um de oregãos e o outro de louro (ingredientes da quinta dos tios)
Adoro este prato! Tão português! Delicioso!



segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Novilho estufado com arroz de cenoura




1,5 K de novilho para estufar
1 cebola
4/5 dentes de alho
1 folha de louro
2 píri-píris
meio cálice de vinho tinto





Coloquei azeite na panela de pressão, a cebola às rodelas os dentes de alho, a carne, os píri-píris, o louro, sal e por fim reguei com o vinho tinto. Fechei a panela e deixei ao lume.
Quando apita fica mais cerca de 20 minutos
O arroz:
Num tacho, ponha azeite e dois copos de arroz um pouco de sal e deixe fritar.
Deite a cenoura cortada às rodelas e deixe fritar um pouco.
Acrescente 4 copos e meio de água e deixe cozinhar.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Maçã Assada


É uma receita simples e saborosa.

Maçãs
Açúcar amarelo ou mel
Canela moída
Vinho do Porto



Retire o caroço, coloque as maçãs num prato.
Encha o centro das maçãs com o açúcar/mel, polvilhe com canela (ou coloque um pau de canela) e regue com o vinho do Porto.
Vai ao micro-ondas cerca de 4 minutos em potência máxima.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Pasta à minha maneira




Sobrou massa ontem do jantar e eu adoro "Pastas", resolvi mimar-me um pouco. Assim este dia chuvoso ficou um pouco mais colorido e "saboroso"...

macarrão e espirais com oregãos
queijo emmetal ralado
1 tomate
manjericão
pimenta preta moída no momento
fatias de peru fumado

Hoje de manhã fui às compras e encontrei este peru fumado na charcutaria, sou franca que o que me conquistou foi o preço, estava a menos 60%.
Tinha sobrado macarrão temperado com oregãos, pensei aquecê-lo e deitar um pouco de queijo por cima e comer assim mesmo, mas apetecia-me mais...
Cortei um tomate aos bocados e deitei sobre o macarrão, cortei o manjericão miudamente e polvilhei.
Adicionei o queijo emmetal ralado e moí muita pimenta preta (adoro!).
Levei ao micro-ondas 2 minutos e deliciei-me com este prato, que estava divinal... (desculpem a falta de modéstia)

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Tarte de alho francês e fiambre



P/ a base
200gr de farinha sem fermento
150gr de margarina
1 ovo
sal q.b.

recheio:
3 ovos
1 pacote de natas
1/2 chávena de leite
pimenta preta moída no momento
sal q.b.
150gr de fiambre
1 alho francês
1 cebola pequena
1 mão cheia de coentros frescos
noz moscada moída no momento q.b.
alho em pó q.b.
píri-píri em pó q.b.
oregãos q.b.

Numa tigela ponha a farinha, o ovo, a margarina e um pouco de sal, mexa tudo muito bem.
Deite esta massa numa tarteira e espalhe com as mãos.
Corte o alho francês e a cebola em rodelas , deite na tarteira.
Adicione o fiambre cortado em pedaços e tempere com a noz-moscada, o alho em pó, o píri-píri em pó.
Corte finamente os coentros (estes eram da quinta dos Tios, assim como o alho francês) e espalhe por cima.
À parte bata os ovos com as natas e o leite, tempere com sal e pimenta e verta sob a tarteira.
Finalize polvilhando os oregãos.
Vai ao forno pré-aquecido 200º, cerca de 15 a 20 minutos
Esta receita faço com alguma regularidade, mudando os ingredientes.
É uma receita que os miúdos adoram fazer e foram uns magníficos ajudantes.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Pasta com Courgette,Tomate e Cogumelos

Pasta com Courgette, Tomate e Cogumelos

P/ 4 pessoas
500 gr de macarrão
oregãos
5 dentes de alho
4/5 tomates (usei os meus congelados da quinta dos tios T. e V.)
1 courgette (a minha era muito grande se forem pequenas use 3) - Também da quinta do tio T. e V.
2 latas pequenas de cogumelos
queijo emmental ralado
1 píri-piri e muita pimenta preta moída no momento
Mozzarela e Mascarpone
O macarrão faz-se da seguinte maneira:
Coloque ao lume um tacho com água e sal, quando ferver meta o macarrão. Deixe cozer até ficar "al dente".
Escorra a água, deite um pouco de água fria e volte a escorrer.
Deite-te azeite generosamente e folhas de oregãos secos. (estes também são da quinta dos tios)

Numa frigideira deite azeite e o alho, frite por uns instantes e acrescente os tomates. (usei os meus congelados)
Corte a courgette e deite na frigideira.
Acrescente os cogumelhos, tempere com o píri-piri, sal e muita pimenta preta moída no momento. Deixe cozer.
Por fim deite a mozzarela e o mascarpone (usei uma mozzarela inteira e meia caixa de mascarpone), retefique os temperos e sirva com queijo emmental ralado.

domingo, 7 de novembro de 2010

Panquecas da Mafalda Pinto Leite

 








Este domingo resolvi fazer panquecas com os miúdos, a verdade é que já andavam a pedir há algum tempo - foi desta.
Família toda na cozinha.
Antes tinha feito uma pesquisa pelos meus blogs favoritos e resolvi pôr as mãos na massa com esta receita da Mafalda Pinto Leite http://mafaldapintoleite.sabores.sapo.pt/, nas receitas para o pequeno almoço.
A receita é simples e fácil de fazer com toda a família.
P/ 6 pessoas
2 chávenas de farinha sem fermento
2 colheres de chá de fermento em pó
1/3 chávena de açúcar fino
2 ovos à temperatura ambiente
1 1/2 chávena de leite à temperatura ambiente
70gr de manteiga sem sal derretida

A risota começou logo, pois coloquei a manteiga a derreter no micro-ondas, mas com a brincadeira o tempo foi demasiado e ... bum! - explodiu... imaginam como foi, certo?
Os miúdos riam sem parar, o micro-ondas estava cheio de manteiga. Um autêntico monstro...
Enfim, aconselho como ingrediente, esta pequena brincadeira em família.
Começámos por colocar numa tigela a farinha, o fermento e o açucar e os miúdos misturaram.
Noutra tigela colocamos os ovos, a manteiga (explosiva...lol) e o leite, batemos com a batedeira, como diz na receita original.
Depois deitamos esta mistura na tigela anterior e os miúdos trataram de misturar tudo muito bem.
Numa frigideira colocámos um pouco de manteiga e acendemos um lume fraco.
Fomos colocando a massa e atirando ao ar para virar a panqueca - e assim a brincadeira era constante.
Depois deliciá-mo-nos com mel, doce de tomate e fatias de queijo flamengo enquanto bebíamos um copo de leite.
Receita para repetir, as panquecas ficam deliciosas, mesmo as que ficaram mais tostatas devido à brincadeira, aliás são essas que aqui apresento - desde já peço desculpa, mas quando me lembrei de documentar - estavam a acabar.
Divirtam-se e bom apetite!

sábado, 6 de novembro de 2010

Camembert no forno (receita da Xana)


 

1 camembert
1 gema
pão ralado com alho e salsa
Compotas, mel, frutos secos
Pão ou tostas

Coloque o queijo num prato e  faça um corte no centro em cruz, por cima deite a gema já misturada com o pão ralado com alho e salsa (comprei no mini-preço). Na receita original da minha Querida Amiga Xana, o pão ralado usado - era o normal.
Não me leves a mal Xana, acho que melhorou com esta alteração.
Leve ao forno até este ficar dourado e começar a arrebitar as pontas.
Sirva com compotas, mel e frutos secos. Desta vez servi com o meu doce de melão com gengibre e amêndoas, mel e frutos secos.
Acompanhe com pão ou tostas. Servi com o meu pão ainda quente.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Tarte Tatin


 

massa quebrada de compra ou 1 ovo, 200 gr de farinha, um pouco de água, sal q.b. e 150 gr de margarina - misture tudo, deixe repousar um pouco e numa superfície lisa coloque farinha e estenta a massa com a ajuda de um rolo.
100 gr de manteiga
250 gr de açúcar
6 maçãs reinetas pequenas ou 4 grandes (convêm serem grandes)

Esta tarte é feita toda ao contrário.
Num tarteira metálica coloque a manteiga e leve ao lume até derreter. De seguida ponha o açúcar. O lume deve estar muito fraco para o caramelo não queimar, quando estiver todo castanho - está no ponto. Não deixe demasiado tempo, o caramelo fica amargoso.
Às maçãs tira-se a casca e cortam-se em quartos.
Colocamos as maçãs na tarteira por cima do caramelo, tentanto forrar toda a tarteira. (veja a foto em cima)
Por fim coloque a massa, já estendida em cima das maçãs.
Vai ao forno pré-aquecido cerca de 30 a 40 minutos.
Para desenformar é preciso ter um certo cuidado, pois o caramelo está a ferver o que quer dizer que tem que ser um processo muito rápido e eficaz. Coloque um prato grande, com rebordo por cima da tarteira, vire rapidamente pois o caramelo vai escorrer de imediato, retire a tarteira devagar para não desmanchar a tarte.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

salada de maçã com tomate cereja regado com mel e vinagre bálsamico


Salada de maçã com tomate cereja regado com mel e vinagre balsámico

250 gr tomate cereja
4/5 maçãs
1 mão cheia coentros
sementes de sésamo q.b.
pólen
mel
vinagre bálsamico
sal q.b.


Corte as maçãs e os tomates(aqui tive a ajuda da Ri, que com uma faca de plástico para cortar legumes - cortou as maçãs e os tomates). Deite-os numa saladeira, acrescente os coentros picados, as sementes de sesámo, o pólen, regue com mel e o vinagre balsámico e adicione um pouco de sal, misture e está pronta a servir.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Osso buco com arroz de cenouras e coentros


Osso buco com arroz de cenouras e coentros
2 k de osso buco
1 cebola
5 dentes de alho
1 folha de louro
2 piri-piris
vinho tinto q.b.

Como já devem ter reparado, uso com frequência a panela de pressão. É mais económico e saudável.
E é exactamente por aí que começamos esta receita.
Numa panela de pressão coloque um pouco de azeite a cebola às rodelas, os dentes de alho o osso buco, sal, os piri-piris a folha de louro e o vinho tinto. Acrescente um pouco de água e feche a panela. Quando apitar deixe mais 20 m.
À parte faça o arroz.
Numa panela coloque azeite um cebola pequena picada e 4 cenouras às rodelas, deixe refogar um pouco e acrescente 2 copos de arroz e um pouco de sal deixe alourar um pouco e adicine 4 copos e meio de água. Deixe ferver e acrescente uma mão cheia de coentros picados. Os meus coentros são divinais, vieram da quinta dos tios T. e V., que nesta época do ano está cheia de coentros, beringelas, couves e alcegas.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Arroz doce da Tia Zézinha


Arroz doce da Tia Zézinha

Ainda não tenho a receita, mas não podia deixar de colocar esta foto no meu blog.
Adorámos Tia Zézinha! E Tio Manel!
Quem fez o arroz doce foi a Tia Zézinha, mas a criatividade foi o Tio Manel.
Como sempre o arroz doce estava delicioso, o difícil foi estragar a obra de arte.
Um beijinho grande para estes Amigos Queridos. E ainda um muito especial à quase aniversariante.