sexta-feira, 30 de julho de 2010

Férias e um pouco mais de férias

Quem tem crianças sabe, que nesta época do ano a palavra é férias. Isto incluí praia, piscina, pic-nic, fazer bolachas, bolos, saladas, jogar às cartas, ver filmes, jogar consolas, passear e apanhar ar o mais possível.
Pois é o que tem acontecido por estas bandas. A casa está sempre cheia de crianças, só os meus são 3, mais os amigos, os primos...
É claro que as refeições continuam. Tendo em atenção o calor que se faz sentir, simplifica-se e dá-se preferências às saladas frias.
Com imaginação dá para fazer tantas e tão variadas.
Com legumes e frutas, queijos, carnes frias,.
Mozzarella e tomate regadas com um bom azeite e temperadas com oregãos, pimenta preta e sal, acompanha tudo.
Courgetes raladas com um pouco de alcachofras, molho fraiche e maionaise fica uma delícia.
Tomate cherry com queijo feta e um pouco de coentros e pimenta preta, regados com azeite.
Para umas saladas maiores que tal feijão, grão, favas, milho, azeitonas, tomate cebola, hortelã e coentros picados, pode-se acrescentar peixe ou carne, fruta e até legumes secos.
Os grelhados são fáceis e sabem tão bem. Que tal temperar a carne com rosmaninho, louro, malagueta, ou outras especiarias do Vosso agrado.
Assim dá tempo para as crianças e para a casa, embora no fim do dia, quando chego à cama adormeço de imediato.
Verão é tempo de família, de amigos de conviver (o resto do ano também, mas agora apetece mais sair do ninho).
E as comidas são fundamentais.
É bom a troca de ideias entre os outros, dá-nos mais experiência.
Abusem dos gelados, fáceis de fazer: qualquer fruta, por exemplo morangos ou banana, leite, natas e leite condensado, tudo no lidificador e depois tudo no congelador, atenção vá dando umas mexidas para não granizar. Pode servir simples ou acrescentar um chocolate quente ou uma polpa de fruta.
Comam muita fruta, há uma variedade enorme.
Bebam muita água.
Gozem o calor.
Até já

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Assalto à Quinta dos Tios T. e V.



Mais um dia de férias.

Chegaram uns amigos de UK. Fomos buscá-los ao aeroporto e levá-los a S. Martinho do Porto.

O dia estava quente. A praia cheia de pessoas (definitivamente começou a época balnear), a água convidativa, os miúdos não saíram mais de lá.

Passeámos, vimos a vista, o dia foi muito agradável.

De seguida fomos a casa dos tios T. e V., que tem uma quinta ali próximo. E eis que se deu o assalto. Mas primeiro os miúdos mergulharam na piscina e o difícil foi tirá-los.

Courgetes de um tamanho gigantesco, tomate cherry que eu adoro, ervas aromáticas (alecrim, oregãos, louro, etc) cenouras, batatas, vinho do vizinho dos meus tios (produção caseira, óptima), beterrabas, alho francês, funcho, a flor da courgete que fica maravilhosa frita, alface, feijão verde, pimentos, etc...

Tudo fresco como eu gosto.

Cheia de ideias e uma ainda em fase de experiência - bolo de courgete (Tia V. dará a receita).

Mas hoje é o aniversário do M. e os miúdos já fizeram um centena de coisas, desde espetas de frutas para a sobremesa moche de parabéns, mergulhos na piscina e hoje tenho por cá 5 crianças (foram agora dar uma volta de veleiro do M.) eu e a R. vamos fazer um bolo.

O almoço para não variar um churrasco no meu terraço (mais uma vez obrigada Sandra D.).

E o jantar será também churrasco mas de carne picada e saladas.
Nesta época é o que sabe melhor, além de ser muito prático e rápido.

O irmão do M. deu um queijo fantástico que vamos abrir com um vinho de Azeitão.

O vinho branco do vizinho do meu tio T., sabe a champagne, fresco é delicioso.

Depois tiro fotos e darei mais receitas.

Vou com a R. inventar o bolo.

Até já

sábado, 24 de julho de 2010

Hoje foi dia de descanso


Hoje foi dia de descanso.

E como havia uma desculpa, fomos a Sines.

O que nos levou lá foi uma decepção... mas "recompusemos o ramalhete". Ali, a especialidade é o choco frito, fomos a restaurante conhecido na zona (e que não escalda muito na conta) e acompanhámos com uma sangria de vinho tinto.

Os miúdos, hoje reduzidos a 2, pois o mais velho, o To. tinha uma festa de aniversário e uma dormida em casa do seu melhor amigo - beberam água. E levaram todo o almoço entretidos com um aquário de marisco vivo (uma velha história que um dia contarei - eles chama às lagosta Zé Francisco). Havia por lá uma moreia chamada Zélia (pelo menos foi o nome que o empregado depois de questionado por estes pequenos curiosos e depois destes lhe terem dito o nome dos outros, deu à moreia. Who knows? and Who cares? - Eles gostam assim é assim que estão divertidos - Tudo está bem quando acaba bem.

Tínhamos que salvar este dia e fazer merecer a quantidade de quilómetros e gasóleo gasto.

Acabado o almoço fomos para a praia. Linda! Limpída! Uma clareza de água que transmitia pureza e tranquilidade.

Os miúdos como sempre, mergulham e dali não saem mais.

Adorámos.

O dia parecia estar a recompor-se.

O calor não deixava de se fazer sentir, resolvemos ir dar uma volta.

Comprámos gelados num supermercado, além de ser mais barato está fresquinho dentro destas superfícies comercias por causa do ar condicionado.

Seguimos rumo casa, pois o To. estava a chegar.

Mas primeiro mais uma paragem.

Azeitão! Uma quinta que produz vinho (do melhor) e queijo (divinal). Em tempos tínhamos lá ido com os miúdos para eles verem como se faz o famoso queijo de Azeitão.

Hoje tivemos o privilégio de nos oferecerem uma prova de vinhos. Todos óptimos. Branco, tinto, rosé, outro rosé de selecção e um vinho doce MAGNÍFICO.

Ficamos fãs!

Aos miúdos, em género de brincadeira trouxeram um copo especial e serviam água (diziam que era um vinho especial para crianças - eles adoraram, embora pouco convencidos . Lá iam dizendo que aquilo era água)

Os queijos são fantásticos.

Enfim o dia foi salvo como por milagre!

A paisagem ajudou. A quantidade de cegonhas nos seus ninhos, os cavalo, as cabras, algumas aves de rapina, até avestruzes.

A música e as cantorias na viagem foram uma constante.

A diversão e a boa disposição atingiram o seu auge.

O jantar uma carne/lombo de porco comprada no meio desta viagem que grelhámos ao som de um jazz e acompanhamos com uma salada e uma batatas. Regámos com aquele saboroso vinho tinto de Azeitão.

Comemos umas frutas et voilá!


sexta-feira, 23 de julho de 2010

A CUPCAKE BOUQUET with the World's Premier Culinary College

Fiz estes cupcakes para o dia da mãe. Ficámos com a língua um pouco azul. Mas a mammy e os miúdos adoram!
Aqui vai uma sugestão:

Salada fria




Ainda na "senda" das limpezas, arrumações e mais uma receita simples.


Numa taça grande coloco grão (pode ser de lata), cebola cortada finamente, uma lata de milho doce, 4 latas de atum (pode ser fiambre, queijo, ovos cozidos ou o que Vos apetecer/agradar) e tomates 4 ou 5 cortados. Acrescento coentros picados e tempero com sal, pimenta preta moída na altura e 1 ou 2 piri-piri. Azeite de boa qualidade e vinagre de sidra/framboesa/figo. Ralo a casca de meio limão e ponho o sumo dessa metade. Mexe-se tudo e já está.


Acompanhei com um vinho branco fresquinho e os miúdos um sumo de maçã, parecia que estavamos todos a beber a mesma coisa. Divertido!


Até amanhã


terça-feira, 20 de julho de 2010

Vinhos, sangria e sangria-fingida e tartes salgadas


Hoje apareceu-me um convite para ficar amiga no facebook de http://www.montecascawines.pt/, aceitei de imediato.

Considero que um bom vinho é sempre um complemento indispensável, a uma saborosa refeição.

Sou apreciadora de vinho, especialmento do tinto. E em particular da região do Alentenjo.

Também o utilizo frequentemente na confecção de várias receitas.

Nesta época de calor, sabe bem, a sangria. De vinho tinto, branco ou espumante. Qualquer delas deve ser servida muito fresca e com bastante hortelã. Na de espumante, aconselho os frutos como morangos, framboesas e mirtilos, fazem a diferença. Nas outras duas (tinto e branco), as maçãs, uvas, pessêgos, laranjas, limão, o pau de canela, a hortelã e um pouco de gasossa. O açúcar em qualquer uma delas deve ser posto a gosto, aconselho o escuro, menos na de espumante.

Com estas bebidas sabe bem uma tarte de alho francês e presunto ou espinafres e fiambre. Simples e rápidas, como eu gosto.

A massa:
1 ovo
200 gr de farinha
150gr de margarina
sal q.b.

O Recheio:
3 ovos
1pc de nata
sal q.b.

Se for a tarte de alho francês e presunto, precisamos de 1 alho francês, 200gr de presunto, pimenta preta e oregãos.
Coloca-se numa frigideira azeite, de seguida o alho francês cortado em rodelas deixa-se alourar. Corta-se o presunto em pedaços e acrecenta-se ao alho francês. Frita uns 3 m e já está.
A massa faz-se juntando todos os ingredientes, por vezes é nessário juntar um pouco de água.
Forra-se uma tarteira com esta massa.
Deita-se o preparado do alho francês com o presunto.
Para o recheio, junta-se os ovos, o pacote de natas e um pouco de sal, mistura-se e deita-se por cima do preparado.
Pode-se acrescentar mozzarella.
Polvilha-se com oregãos e pimenta preta.
Vai ao forno 20 m, forno médio.

Se for de espinafres com fiambre. Escalda-se os espinafres e deita-se por cima da massa da tarte. Acrescenta-se o fiambre cortados aos pedaços e o recheio por cima, tempera-se com oregãos, noz moscada e a pimenta preta raladas na altura. Vai ao forno 20m, quando estiver alourar em cima, está pronta.

Faça uma salada e sirva. Ou frite pimentos padrone (padrão) e sirva.

Rápido as crianças adoram, os adultos também.

Já agora faça para as crianças uma sangria -fingida:

Numa taça grande transparente, coloque fruta, acrescente sumo de cereja (assim pode dizer que é de vinho tinto) ou limonada (esta de vinho branco, eles adoram estas bricadeiras). Coloque grandes palhinhas com cores diferentes para cada criança. Vão adorar e assim acompanham os grandes na sangria.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Jantar divertido Choco c/ tinta grelhado com batatas e gelatina com chantilly e pepitas de chocolate


Hoje aproveitei o molho, que sobrou ontem das pernas de frango que assei, na panela de pressão e fiz umas batatinhas assadas (coloquei na panela o azeite, 1 cebola e 3 cabeças de alho cortadas, por cima as pernas de frango (10 pernas) e temperei-as com sal, piri-piri, pimenta preta (sempre moída na altura), louro e um pouco de vinho branco, fechei a panela de pressão e esperei que fervesse, daí para frente contei 15m. Acompanhei com umas batatas fritas caseiras (os miúdos adoram e eu) e uma salada de alface, rúcula,cenoura ralada, tomate e uma mozzarella, reguei-a com azeite e vinagre de framboesa q.b.) , que ficou uma delícia.

O choco, fresco tem um sabor inexplicável...

Lá veio a diversão das línguas todas pretas. Como os miúdos adoram esta parte da refeição...

Grelhei os chocos, 2 deles enormes e 3 pequenos, só os temperei com sal.

Foi uma refeição saborosa e bem divertida.

A sobremesa foi gelatina e para continuar a diversão, enfeitei-a (um pouco de chantilly e umas pepitas de chocolate)- os miúdos deliraram!
Conclusão um jantarzinho rápido e muito divertido.
Experimentem!


domingo, 18 de julho de 2010

Pimentos recheados

Boa tarde,
Para aproveitar o arroz de cenoura que sobrou de ontem, o qual acompanhou uns peitos de frango, regados com sumo de limão (2 limões e a raspa da casca de um), temperados com sal, piri-piri e um pouco de pimenta. No fim acrescentei umas natas e ficou delicioso - hoje para aproveitar os restos, tanto do arroz como, um resto de polpa de tomate que tinha guardado no frigorífico, decidi fazer pimentos recheados.
Escaldei os pimentos. Com a carne picada fiz um refogado com cebola e alho e claro 1 piri-piri. Quando a carne estava cozida acrescentei a polpa de tomate e oregãos (da quinta do Tio T.).
Num pirex coloquei azeite e meti os pimentos. Recheie-os primeiro com o arroz e por cima a carne, acrescentei mozarela ralada e um pouco de pimenta preta, coloquei no forno pré-aquecido a 180º.
Em 10 a 15 m, está feito é só servir.
Cortei umas fatias do meu pão caseiro e enfeitei os pratos. Servi com ice tea, feito pela manhã, novamente aproveitando o meu chá. Desta vez fiz com sumo de laranja e a sua casca, adicionei um pouco de açucar escuro e a minha hortelã.
A fruta foram nectarinas, pois comprei em promoção e são uma delícia. As crianças adoram.
Há que aproveitar as promoções e a variedade de frutas desta estação.
Vou brincar um pouco com os miúdos e finalmente fazer as tais bolachas.
Até já

sábado, 17 de julho de 2010

Bolgs inspiradores e a vida cá por casa




Adoro este blog:

e este:

Depois de tantas pesquisas, estes foram sem dúvida alguma, os que mais me inspiraram. E com os quais me identifico.
Aconselho vivamente a que os vejam, pois já andam nestas lides faz algum tempo, e concerteza vos inspirarão e ajudarão nas V/ refeições por mais ligeiras que sejam.
Espero contudo, vir a fazer um trabalho identico.
Caso contrário deixo-vos estas "bóias salva-vidas".
Recorram a elas com frequência, são execelentes.
A Mafalda Pinto Leite tem um programa na televisão, ao sábado da parte da manhã. Teve o previlégio de trabalhar com Jamie Olivier. Já lhe dá um certificado de qualidade garantido. Parece-me ser uma pessoa simpática e simples. Gosto muito das suas receitas e do seu programa.
O blog paracozinhar da Colher-de-Pau, fascinou-me de imediato. Tem umas receitas fantásticas e umas fotos espectaculares. Dicas de economia e muito mais. Parece-me que não terá crianças por lá, ao contrário de mim e da Mafalda Pinto Leite, não sei se será um handicap ou uma vantagem.
O certo é que não sei viver sem estas "criancinhas adoráveis" (como dizia um Tio meu, que já faleceu).
Sou primeiro mãe e depois tudo o resto.
Cozinhar tornou-se portanto indispensável, inventar, poupar, criar, solucionar é imperativo!
Alternativas para manter o indispensável em alturas de crise são de todo necessárias.
E sabem, é uma aventura permanente.
Uma ida ao supermercado é realmente tão dura como uma aula de ginástica. Os preços dos artigos estão caríssímos (sim, com dois acentos), começamos logo a fazer exercício e já estou a deixar de parte a história, do tira o carro e guiar, estacionar, etc (adoro conduzir, mas tem dias que é uma loucura - todos nós sabemos o que digo). Começa a corrida da procura qualidade/preço. Porque primeiro, e o que está bem à vista são os artigos mais caros. Depois de muito procurar, lá vou encontrando o que procuro, sem escaldar demasiado, pois somos muitos cá por casa e a maior parte em fase de crescimento, o que agrava esta situação.
Promoções são bem vindas, mas há que saber escolher.
Terminada que está esta sessão de ginástica, há que continuar, pois o carrinho das compras não anda sozinho, infelizmente!
Caminhada até ao carro (mas antes já tinhamos tirado tudo do carrinho posto no corredor das caixas e voltado a pôr no carrinho) e volta a carregar as compras para dentro do mesmo. Viagem para casa, há sempre um miúdo que tem sede, outro tem calor, outro tem que chegar rápido a casa para ir à casa de banho, enfim uma odisseia.
Depois desta viagem "revigorante e animada", éis que estacionamos. Agora volta a tirar todos os sacos do carro e levá-los para casa.
Mas ainda não terminou...
Agora as crianças que já foram beber água, já foram à casa de banho... agora tem fome.
Dou-lhes um lanchinho, enquanto vou arrumando aqueles sacos que parecem infindáveis. Até parece que dá para anos.
O pior é que se calhar amanhã ou depois esta saga continua.
Agora digam-me, valerá a pena fazer ginástica.
Porque fora esta pequena demonstração, há ainda a casa de 2 andares para aspirar, limpar o pó, lavar as wc's, os vidros, o terraço, passar a ferro, estender a máquina de roupa já lavada, fazer logo outro máquina de roupa (são 3 crianças ou 3 zulus - não sei bem), preparar as refeições, ir à praia, piscina, andar de barco, ao parque, andar de bicicleta e de patins, brincar e jogar com as crianças a tudo e mais alguma coisa e sei lá que mais.
Sabem, acho que já faço ginástica suficiente! E bem aproveitada no meio das tarefas indispensáveis.
E económica, sem pagar jóias de ginásio com as suas altas mensalidades, isto sem contar com o equipamento, etc.
Não me queixo, adoro a minha vida, adoro os meus filhos e gosto de estar o máximo de tempo com eles. Divertimo-nos muito! Acho que são felizes.
Estou a esquecer-me da nossa cadela L. A Ri. pediu ao Pai Natal há 2 anos atrás e este sem o meu consentimento, trouxe.
Sabem que mais, tenho mais uma filha. Ainda temos mais esta tarefa que está mais dirigida à responsabilização por parte das crianças (embora seja eu que lhe dê banho e a alimente), o To escova-a e passeia-a com frequência. O Ti brinca muito com ela, ele é muito meigo e gosta de agarrar, ela já não gosta tanto dessa parte, mas enfim vai-se acostumando, que remédio.

Tabulet de legumes


Hoje é sábado e há vento é um bom dia para velejar e como me apetece!
O To. adora, por ele passava a vida no mar, acho que futuramente aliada à sua profissão irá fazê-lo. De momento esse é seu sonho. Mas como já mudou tantas vezes de profissões que quer vir a ter... agora a escolha da aréa é as ciências e tecnologias, mas parece que será esta a via futura, execelente aluno, quadro de valor e execelência, quem sabe será médico ou engenheiro, essa parte ainda não decidiu. Tem tempo. Mas quanto à Vela é garantido que quer continuar independentemente do que fará futuramente.
Por vezes fazemos refeições no mar. E nada mais simples que umas refeições ligeiras e práticas.
Uma salada. Podemos fazer com massa vulgar e acrescentar vários legumes, fiambre, atum ou o resto de alguma refeição de carne ou peixe.
Há uma que faço muitas vezes, tanto para festas, como acompanhamento, para pic-nic (eles adoram, fizémos um em Penedo Furado, foi magnífico) e para o barco (a mammy adorou a surpresa e saboreamos com uma taça de champagne com uma cereja no fundo da flute (de plástico), fresquínha "on board").

O Tabulet
500gr de couscous
laranjas 4
limões 2
milho - pode ser de lata 1
cogumelos se for de lata 2 pequenas/frescos 100gr
tomates 4
cebola 1
alho 4 dentes
piri-piri 2
sal e pimenta
azeite
azeitonas pretas sem caroço - uma mão cheia
coentros um pouco
hortelã bastante
Se não for para acompamento de uma refeição, acrescento fiambre, queijo ou atum e temos um prato com tudo.

Coloco os couscous numa tigela grande, raspo a casca de duas laranjas e um limão, espremo o sumo de todos (4 laranjas e 2 limões), acrescento azeite, sal e pimenta e o piri-piri (também podem ser malaguetas frescas). De seguida vou acrescentando os legumes, trituro a cebola e o alho, corto o tomate e adiciono aos couscous. Vou acrescentando o milho, os cogumelos e as azeitonas. Se quiser pôr o atum, fiambre ao queijo é a altura certa para os colocar.
Pico os coentros e a hortelã e adiciono. Misturo com ajuda de uma colher e deixo repousar no frigorífico uma 1 h.
É bom frio e é fácil de levar para um pic-nic ou barco. Nas festas faz um sucesso, pois apesar de ser desenjoativo é fresco e nesta época do ano sabe bem. Também acompanha bem as carnes assadas.
Pode adicionar frutos secos e um leque enorme de legumes (pimentos, rucula, feijão, grão, etc) até pode ser fruta (maça, banana, uvas, morangos, mirtilos, framboesa, etc), uma mistura equilibrada fica deliciosa.
Hoje ainda espero fazer uma bolachas com os miúdos.

Até já

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Sidney Bechet - Summertime - Música


Na cozinha tenho uma colecção de cd's de jazz, que me acompanham na confecção e durante as refeições (enfim quando as crianças o permitem, é certo)
A música apura o sentimento faz com que a degustação e o momento sejam um prazer, complementam-se.
Falarei dela com frequência e darei alguns exemplos de um bom jazz (devo grande parte desta sabedoria a uns amigos muito queridos franceses)

O meu pão

Hoje o pão foi este. Acompanhámos com um batido de banana.

Legumes salteados


Como habitual o dia começa cedo para a criançada. Mas como já tomam o pequeno almoço sozinhos, hoje consegui dormir mais um bocado, até parece que estou de férias.
O To. já passeou a L. (cadela).
Que bom acordar, só me faltou o cheiro do meu pão a invadir a casa toda. (ontem esqueci-me de o pôr a fazer)
Já bebi o meu chá earl grey e comi uma torrada com manteiga. Já fiz uma máquina de roupa, arrumei coisas aqui e ali, tirei a roupa que estava estendida, lavei o chão do terraço e da cozinha.
Tomei o meu duche e vamos continuar.
Para o almoço, hoje será um churrasco de carne (uma peça de carne maravilhosa, tenra que o talhante me aconselhou), a acompanhar umas batatinhas parisienses fritas (noisettes) e uma salada de tomate com mozarela regada com azeite e temperada com oregãos, sal e pimenta.
Ontem não abri a melancia, razão pela qual será hoje a sobremesa.
Fiz um ice-tea com o resto do meu chá, bebida fresca que acompanhará a refeição dos miúdos. (chá com sumo de limão e um pouco da casca do próprio limão acrescentei açucar escuro e água fria), acrescentarei umas folhas de hortelã do meu terraço.
Vou fazer pão ficará para o lanche e jantar.
Com tanta variedade de frutos e legumes, apetece sumos, batidos, saladas e pratos de legumes salteados.
Ao lanche farei um batido para acompanhar o pão.
O jantar será legumes. Courgetes, alho françês, cogumelos, tomate. Numa frigideira ou wook, coloco azeite (sempre azeite) cebolas e alhos cortados, deixo alourar um pouco, adiciono o tomate e o alho francês cortado deixo refogar mais um pouco até o alho françês ganhar cor. Por fim ponho as courgetes e os cogumelos, tempero com sal, pimenta e 1 ou 2 piri-piri (gostamos de comida picante), tapo com uma tampa e aguardo até as corgetes ficarem tenras.
Por vezes sirvo assim mesmo com couscous, uma massa ou pão. Mas tem outras que apetece mais qualquer coisa e aí ponho mascarpone, mozarela ou simplesmente natas, acrescento algumas ervas aromáticas como coentros, majericão, ou o que tiver à mão.
A refeição é agradável e muito saborosa. E como no Verão não apetece tanto sopas, aqui está uma boa alternativa.
Se servir num prato de sopa, coloque primeiro o pão e depois com ajuda de uma concha sirvo. Enfeite com coentros ou outra erva qualquer.
Para a sobremesa ainda não me decidi se será gelado ou nectarinas. Logo se vê.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

As cebolas dadas por uns amigos


O jantar correu bem. As douradas eram óptimas.
Esqueci-me de referir que as bochechas das douradas fazem muito sucesso entre os miúdos. São uma delícia.
As cebolas que utilizei foram dadas por uns amigos e acabadas de apanhar. Muito saborosas!
Aguardo comentário da mammy, pois fui com os miúdos levar-lhe o jantar.
Obrigada a todos pelos Vossos carinhosos comentários, espero não desiludir.

Dourada no forno com batatinhas assadas


Hoje vou fazer para o jantar umas Douradinhas fresquinhas no forno.
É simples e os miúdos adoram.
Precisamos de um pirex, azeite (praticamente só cozinho com azeite), cebolas 1 grande ou 2 pequenas, sal e pimenta e um pouco de água.
Na peixaria pedi para escamar.
Ponho o azeite no pirex, faço uma cama com as cebolas e coloco as douradas (2 grandes douradas) e com ajuda de uma faca, faço 2 golpes perpendiculares, tempero com sal e pimenta e acrescento um pouco de água para ter um molhinho que os miúdos adoram molhar o pão (também este, como começei por dizer, feito por mim).
As batatas comprei aquelas pequenas de assar e lavo-as bem. No wook ou panela de pressão ponho azeite e atiro lá para dentro as batatas, tempero com sal e sapico com um pouco de água (ás vezes ponho rosmaninho, oregãos ou alecrim). O meu wook tem tampa o que dá muito jeito e minimiza o tempo de cozedura. Na panela de pressão depois de ferver bastam 10 ou 15m.
Este prato demora 30 m a ficar feito.
Habitualmente espero que as batatas começem a ferver e ligo o peixe conto 20 m e está pronto.
Como são 19:05, vou preparar o jantar.
Para a sobremesa tenho melancia. Muitas vezes utilizo a própria casca como taça e sirvo lá dentro a melancia e melão ou meloa, fica bonito na mesa e é bastante práctico.
Até já e bom jantar

Grelhados e Terraço


Como tenho 3 filhos, cozinhar é uma constante.
Embora nesta época seja muito à base de grelhados e saladas, pois temos uma variedade de legumes e frutas maior que no resto do ano.
No grelhador, colocamos carne, chocos, peixe, legumes (pimentos assados - adoro), os miúdos adoram. Comemos no terraço (obrigada Sandra D. - sem esta amiga o meu terraço seria ainda um depósito das mini-motas das crianças), que eu e a Ri. fizémos de surpresa. E que surpresa! Temos passado largas horas neste recanto da casa. Poupa-se luz e tudo, pois os dias são maiores e não necessitamos de electicidade, se bem que o meu grelhador é eléctrico, não se pode ter tudo.
Vou fazer com as crianças umas espetadas de futas e ver o que dá - tirarei fotos e colocarei aqui.
Adoro o Verão. Sol, praia, mar, velejar...
E agora o meu terraço!
Eu não me esqueci do pedido de muitos amigos.
A meu lombo de porco recheado com farinheira e das bochechas de porco assadas, ambas acompanhadas das batatinhas assadas com pele no wook.
Receitas que colocarei brevemente.

Tarte de limão merengada

Ultimamente tenho feito muito esta tarte de limão merengada.
É desenjoativa e refrescante, no final de uma refeição.
Para a massa precisamos:
250 gr de farinha
125 gr de manteiga
1 pouco de sal

recheio:
3 ovos
1 chávena de açucar
3 limões
1 colher de sopa de maizena
2 colheres de sopa de manteiga

Preparar a massa, juntando todos os ingredientes (por vezes acrescento um pouco de água). Colocar a massa numa tarteira. Pica-se a massa com um garfo e vai ao forno cerca de 10 minutos em forno médio/180º. Prepara-se o creme misturando 3/4 de açucar com a maizena. Desfaz-se com meia chávena de água fria, junta-se 1 chávena de água a ferver.
Vai a cozer 8 minutos, mexendo sempre.
Raspa-se a casca de 2 limões, espreme-se o sumo de 3 limões, junta-se com ao que está ao lume e coze 2 minutos mexendo sempre.
Juntar as gemas e coze mais 2 minutos. Por fim junta-se a manteiga e deita-se sobre a massa da tarte.
Bate-se as claras em castelo com o resto do açucar e 2 grãos de sal. Coloca-se por cima do creme.
Vai ao forno muito fraco até as claras ficarem douradas. (a porta do forno convêm ficar entreaberta)
Et voilá!
A minha tarte de limão merengada.
Um dia destes coloco fotografias.
Bom apetite

Máquina de fazer pão


Começo por falar na minha máquina de fazer pão.
Um investimento garantido.
Comprei faz mais de 8 anos, este magnífico electrodoméstico. Uso-o com muita frequência.
Faço pão de mistura, pão branco, pão com cereais, passas, chouriço e tudo o que a imaginção permite.
Hoje uma amiga começou a usar a sua máquina já adquirida há algum tempo. Pediu-me umas breves explicações. Espero que tenha saído bem.
A máquina traz os manuais e algumas receitas, contudo os anos e as experiências, vão-nos ensinando alguns truques.
Por exemplo para um pão de 1 k, habitualmente diz para usar 680 gr de farinha, eu ponho 400gr de farinha para fazer pão (adquiri-se nos supermercados) e completo o restante com farinha de trigo ou integral, também por vezes ponho aveia ou farinha de milho.
No sal corto a quantidade, menos uma ou metade da quantidade. No açucar ponho o açucar amarelo e ponho o dobro. Há mais um truque que apreendi quando estive em UK, que é utilizar vitamica C (bread improver), utilizo as normais de efervescentes.
Por vezes faço um pão simples, tem outras que utilizo pepitas de chocolate, passas, amendoas, nozes, chouriço.
O mais agradável é programar o pão para o dia seguinte, pois estas máquinas permitem esta operação.
E o acordar com a casa a cheirar a pão acabadinho de fazer é no mínimo saboroso...

Vamos cozinhar




Vamos cozinhar...